Empoderamento feminino


Compartilhar

Nos últimos 14 anos, o empreendedorismo feminino cresceu 34%, de acordo com uma pesquisa do Global Entrepreneurship Monitor (GEM), em parceria com o Sebrae. As mulheres brasileiras conseguiram criar novos negócios na mesma proporção que os homens, sendo que mais de 7,9 milhões de mulheres abriram empresas. Elas também passaram a atuar em outros setores, que antes eram conhecidos por serem dominados por homens, como a área de tecnologia, segundo uma pesquisa feita pelo Linkedin, entre 2008 e 2016 aumentou para 18% o número de mulheres que ocupam cargos de liderança no setor de tecnologia.

Lecivânia Martins se enquadra nesse perfil, ela é cofundadora do grupo Docsystem – empresa líder no desenvolvimento de software de Gestão de Documentos, Conteúdo e Processos -, primeira empresa genuinamente brasileira a oferecer o sistema ECM (conjunto de tecnologias usadas para gerir o ciclo de vida da informação não estruturada dentro de uma empresa). “Eu comecei vendendo computadores, depois tive uma escola de informática, em seguida passei a trabalhar com softwares, pois enxerguei na área de TI uma oportunidade de crescer profissionalmente”, comenta Lecivânia. A empreendedora que atua há mais de 15 anos no setor, foi responsável por implementar projetos em grandes grupos, como Hospital São Camilo, Hospital do Câncer e na rede Unimed.

Segundo a pesquisa do GEM, as mulheres investem mais em capacitação e têm mais acesso à informação, o que ajuda na construção de empresas mais sólidas e lucrativas. “As mulheres têm algumas características que as favorecem, percebemos que em nossa empresa, elas são muito focadas, produtivas e responsáveis, e têm mais jogo de cintura na hora de lidar com o cliente”, acrescenta Lecivânia.

Para a especialista Sônia Sacramento, da S2R Assessoria Empresarial, a participação feminina em áreas que antes não tinham tanto interesse representa uma quebra de paradigma fundamental para o crescimento do setor. “A mulher tem uma visão mais flexível e consegue gerenciar problemas com mais facilidade, e quando esse trabalho é feito em conjunto com o homem, que também tem características bem peculiares, ambos conseguem aumentar a produtividade e gerar excelentes resultados para a empresa”, comenta.

Compartilhar