Invasão chinesa


Imagine 400 empresários desembarcando de 2 Boeings 777, trazendo na bagagem dois containers de 40 pés contendo amostras de produtos que vão de tratores a colheres de pau. Este é o ínicio da chegada das duas maiores feiras de negócios de empresas chinesas no País – China HomeLife Brazil 2017 e China Machinex Brazil 2017 – que acontecem entre 19 e 21 de setembro, no São Paulo Expo Center.

As feiras são dirigidas a empreendedores que querem renovar seus estoques ou adquirir novas tecnologias, como máquinas e equipamentos de alta qualidade. As expositoras são selecionadas pelo governo chinês entre mais de 4 milhões de pequenas e médias empresas que já exportam para os Estados Unidos e Europa.

O evento faz parte do projeto “One Belt, One Road” do governo chinês e acontece em 11 países, abrangendo 14 diferentes indústrias e mais de 54 setores de cada uma delas. Em 2016, foram 150 mil metros quadrados de exposições ao ano envolvendo mais de 5.000 empresas expositoras gerando mais de US$ 500 milhões em negócios junto a 100 mil compradores. O evento é um “road show” que se inicia pela Turquia passando por Cazaquistão, Polônia, Índia, Emirados Árabes Unidos, Egito, África do Sul , Jordânia e, pela primeira vez em 2017, no México.

Para dar suporte à continuidade dos negócios, o governo chinês acaba de lançar também os portais China247, que disponibilizam para os empreendedores a possibilidade de refazer seus estoques com apenas alguns cliques. Os portais http://bz.chinahomelife247.com/ e http://chinamachinex247.com/ contam com mais de 5 mil empresas comercializando produtos mundialmente.

Os realizadores do evento aqui no Brasil percebem que, desde 2013, compradores brasileiros já se organizam para realizar suas encomendas durante a feira e conhecer novos fornecedores. “Grandes varejistas, importadores e distribuidores brasileiros identificam que a China HomeLife Brazil sempre apresenta fabricantes de qualidade em móveis, eletrodomésticos, materiais de construção, utensílios domésticos, têxteis, vestuário e iluminação”, afirma Binu Pilai, COO da Meorient, empresa organizadora das feiras.

Antonio Beretta, importador e exportador de produtos, promete visitar a feira neste ano em busca de novidades nas áreas de produtos de plástico e confecções. “Eu gosto muito destas feiras porque os

produtos são de alta qualidade e sempre há boas novidades para fazer negócios. No ano passado indicamos negócios na área de válvulas e pressurização, disjuntores e outros produtos do segmento elétrico” comenta ele.

O representante comercial Antonio Furioso também é um entusiasta da China HomeLife Brazil. “Tenho 30 anos de experiência em representação comercial e varejo, principalmente em artigos para home centers”, recorda. “Já conhecia os expositores da feira e, agora, além de fechar negócios, incentivo outros empreendedores a visitarem o evento e comprarem diretamente dos fabricantes já que eles estão por aqui com tradutoras e tudo o mais, o que facilita muito o fechamento de negócios”, comenta Furioso.