Loja virtual x loja física


Compartilhar

Em funcionamento desde 1999, o e-commerce da Alô Bebê é uma das ferramentas utilizadas pela empresa para difundir a expertise da marca, que está posicionada como a maior do ramo no Brasil, em outras praças onde as unidades físicas ainda não chegaram. O sucesso da plataforma é tanto que o seu faturamento se iguala ao de uma das 26 lojas físicas da rede, que estão espalhadas pelos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Santa Catarina, Minas Gerais e Distrito Federal.

Ao todo, estão disponíveis cerca de 10 mil produtos no site de vendas, dentre eles calçados, brinquedos, itens de puericultura, vestuário, etc. A previsão é de que o número de artigos disponíveis na plataforma virtual aumente nos próximos anos e alcance os 18 mil itens oferecidos nas unidades físicas. As regiões que mais utilizam o serviço são o centro-oeste e o nordeste. Os produtos mais comprados online são acessórios e puericultura pesada como carrinho, berço e cadeira para auto, por exemplo.

Milton Bueno, Diretor de Marketing da rede, afirma que a ideia é expandir ano a ano os itens disponíveis no site. “O plano é aumentar primeiro a quantidade de produtos de vestuário e a expectativa é que com esse aumento tenhamos uma reação direta de 10% nas vendas. Além de gerar conhecimento da nossa expertise como maior rede do Brasil, o e-commerce entra com o lucro de uma loja física”, conta o executivo.

O público que mais consome no site da Alô Bebê é composto por mulheres de classe A e B, com idade entre 25 a 40 anos. “Um dos nossos grandes diferenciais é que oferecemos a possibilidade de troca dos produtos comprados online em uma das nossas lojas físicas. Isso é uma facilidade que agrada muito aos clientes”, afirma Milton.

Utilizar essa ferramenta é muito simples: basta entrar em www.alobebe.com.br, clicar em loja virtual e escolher entre as opções “roupas”, “brinquedos”, “segurança”, “higiene”, “quarto”, “alimentação”, entre outras.

Compartilhar