Estratégias para fidelizar os clientes em tempos de crise


A economia continua retraída e os consumidores evitando gastar mais do que podem. Empresários antenados do ramo gastronômico vem se adaptando para driblar o cenário e atrair clientes. Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), nacionalmente, nos estabelecimentos onde o valor médio das vendas supera os R$ 30 houve um recuo de até 7% nos primeiros três meses do ano em relação ao mesmo período de 2014. Nos locais onde a conta fica abaixo desse patamar, houve leve crescimento, de 3,5%.

Os sócios Luiz Felipe Costa e Sergio Costa, responsáveis pelo Grupo Alento, que respondem pelas marcas Billy the Grill, Vizinhando e Naa! Sushi, também tem se destacado através de suas ações direcionadas aos clientes. O Billy the Grill, que está a caminho da sua 40° loja, conta com “sugestões família” – que servem até 4 pessoas, com acompanhamentos diversos, além dos tradicionais combos. “Também fazemos promoções em datas pontuais (dia das mães, dia dos pais…) para atrair o público e lançamos um menu saudável para quem procurava uma dieta mais saudável na hora do almoço” – conta Felipe.

A marca tem se envolvido em feiras de franchising para apresentar seus restaurantes a potenciais franqueados, e inovou criando o ‘Alento Day’ – reúne interessados em abraçar as franquias em um dia de experiências dentro de cada unidade, cozinha, funcionários, público. “Antes de se franquearem, eles tem um dia ‘na nossa pele’ – sentem esse retorno, vivem nossa rotina, mergulham no negócio. Tem sido uma experiência enriquecedora” – conta Luiz Felipe.

Churrascaria Oásis, diversificou seu menu – além do tradicional rodízio de carnes nobres (pelo qual a casa é conhecida), o buffet de pratos quentes ganhou mais variedades, além das saladas, mesas de frios e japonês.

– “Recebemos muitas famílias há décadas – atendemos desde o avô que vinha aqui mais jovem e agora os netos que os acompanham – e é uma forma de abrangermos todos os gostos, e agradar de forma geral todos os paladares. Além disso, decidimos focar nosso atendimento no horário de almoço, horário em que temos grande concentração de clientes. Agora abrimos às 11h30 e fechamos às 18h30” – conta Magal, maître da casa.

Steakhouse Madero, que acaba de celebrar um grande feito: inaugurou seu 100° restaurante, também está investindo nas redes sociais para manter o cliente pertinho. O chef e predidente do Madero, Júnior Durski, fez uma parceria inédita com a blogueira e especialista em alimentação saudável Pati Bianco, com milhares de seguidores no Instagram, e criou um menu fit, com receitas especiais para vegetarianos e pessoas com dietas restritas (livre de glúten e lactose). Além disso, a marca tem se envolvido com os internautas seguidores do Madero nas redes disponibilizando vouchers promocionais que geram descontos, sobremesas grátis, entre outras vantagens.

A rede SuperPrix também vem apostando em uma ferramenta que tem se mostrado cada vez mais promissora: o E-commerce. ! Eles apostam em diferenciais para ganharem destaque na concorrência. Com ações que vão desde a criação de bolsas solidárias destinadas a Ongs (Casa Ronald McDonald e IncaVoluntário – que podem ser compradas pelo site e entregue as instituições com frete grátis) e personalização do carrinho (que permite, por exemplo, a compra de um cacho de banana metade verde, metade madura ou a escolha de uma peça de carne que pode ser fatiada na hora).

A rede conta atualmente com 15 lojas no RJ e é comandada pela empresária Viviane Areal.  A marca também acaba de lançar seu primeiro aplicativo para Android e Apple. Através dele, o cliente pode contar com lista de compras rápida, navegação intuitiva, scaner de cartão de crédito e outra novidade: o aviso inteligente – o usuário recebe uma notificação no celular quando produtos do interesse dele estiverem com descontos. Segundo a Fulllab, empresa que atua em e-commerces de vários segmentos (eletro, moda, calçados, móveis, pet, infantil, entre outros), o app de supermercados é o que mais fideliza usuários. A taxa de recompra pelos app é alta (3x maior do que nos outros segmentos). A rede espera que 20% dos clientes passem a comprar pelo aplicativo.