Plataforma online profissionaliza o trabalho freelancer


Compartilhar

Criada há um ano, a plataforma Bicos Online vem se mostrando uma boa alternativa, seja para encontrar rapidamente um profissional com bom preço e bem recomendado ou para quem deseja oferecer seus trabalhos e faturar em tempos de crise. A plataforma coloca em contato prestadores de serviço e possíveis contratantes. Agora, o site agrega funcionalidades para se destacar ainda mais no mercado e melhorar a experiência dos usuários: uma nova categoria de aulas particulares, classificação detalhada e agenda online com a disponibilidade dos cadastrados.

“Se você contrata alguém para um evento em casa, por exemplo, pode desejar uma apresentação melhor. Porém, em outros casos, pode escolher de acordo com o preço”, explica Marcos Botelho, fundador da plataforma, que tem como sócios André Diniz, Alessandro Guidini, Arnaldo Tibyriça, Lucas Fransato e Pedro Mollo.

Além de buscar um profissional no site ou app, o usuário agora também pode anunciar gratuitamente que tem uma oportunidade de bico. Os contratantes também terão acesso às recomendações de amigos do Facebook que já contrataram o serviço antes, assim como à agenda do prestador, o que evita ligações desnecessárias e agiliza o processo.

De olho em novas demandas, a Bicos Online ampliou a categoria de prestadores de serviços para incluir aulas particulares. Em 15 dias, foram mil cadastrados para lecionar idiomas, música, práticas esportivas etc. Os dias quentes de verão devem aumentar a procura por aulas de surf, kitesurf e violão, além de churrasqueiro, barman e DJ, por exemplo.

Como forma de reconhecimento aos profissionais mais bem avaliados em suas especialidades, a Bicos Online fez uma parceria com o UOL para a distribuição de dezenas de “Moderninhas” – a máquina de débito e crédito do portal.

“Isso também eleva o nível do serviço. Aceitar cartão passa a ser um diferencial e incentiva a prática”, diz Botelho.

Também será possível pagar uma pequena taxa para ganhar destaque entre os profissionais de cada categoria, inclusive com a segmentação do anúncio por cidades ou bairros específicos. Hoje, a Bicos Online tem mais de 20 mil usuários espalhados por quase mil cidades brasileiras. Estão são, também, formas de os idealizadores da plataforma conseguirem rentabilizar o produto.

“Acreditamos que todas as residências do Brasil são potenciais clientes, como contratantes ou contratadas”, reforça Botelho. Até o fim de 2016, a expectativa é que o número de cadastrados supere 100 mil.

Compartilhar